Early Call - 08/12/2021

Early Call - 08/12/2021

Quarta-feira, 08 de Dezembro de 2021

Para Ficar Atento

Os mercados externos podem continuar surfando na onda de otimismo que deixou de lado os riscos da ômicron, já considerada uma cepa de baixa gravidade, apesar de muito transmissível. No Brasil, tem notícia boa para começar o dia, com o acordo entre Câmara e Senado para a PEC dos precatórios. Hoje será conhecida a taxa básica de juros, a última reunião do ano do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC).

image

Mercados ontem:

Câmbio:

O dólar perdeu amplo terreno em relação ao real nesta terça-feira, acompanhando melhora internacional no apetite por risco de investidores em meio ao alívio, pelo menos por ora, de temores relacionados à variante Ômicron da Covid-19.

Ações Brasil:  

O Ibovespa subiu novamente nesta terça-feira, embora em movimento mais tímido do que o das bolsas norte-americanas, engatando a maior sequência de altas desde o começo de junho. O volume financeiro ficou em R$ 32,9 bilhões.

image

USA:

A redução das preocupações sobre os impactos da variante Ômicron na economia influiu positivamente no pregão em NY. As ações de tecnologia foram destaque de alta, especialmente Intel, após anunciar que pretende abrir o capital de sua subsidiária que desenvolve soluções para carros autônomos.

image

Notícias Corporativas

Banco Inter (BIDI11)

image

O Banco Inter (BIDI11) não irá, por ora, concluir seu sonho americano. A companhia revelou ao mercado que não irá prosseguir com a migração das ações, embora a possibilidade mantenha-se no radar.

A decisão foi tomada após a opção de cash out da operação ser maior do que o esperado. O Banco Inter articulou com instituições financeiras a possibilidade de financiamento de até R$ 2 bilhões para reembolso aos clientes que decidissem sair dos papéis.

O valor determinado de cash out foi de R$ 45,84 por papel, ao passo que as units do banco fecharam o pregão da última quinta-feira (2) a R$ 32,99, um prêmio relevante de 39%.

De acordo com o documento divulgado, a fintech procurou seguir com a operação mesmo assim, levando as ações da Inter Platform à Nasdaq, celeiro da tecnologia estadunidense. O conselho de administração, porém, vetou a ideia.

A reorganização societária da empresa foi aprovada por ampla maioria. Em assembleia de acionistas, mais de 82% das ações em circulação mostraram-se favoráveis ao processo. Agora, a resposta é que isso não acontecerá a qualquer preço.

O processo pode ser retomado em 30 dias com a convocação de nova assembleia para deliberação pelos investidores. Ainda não há qualquer definição neste sentido, mas o que o Banco Inter deixa pelo caminho ao ficar no Brasil?

Algumas são as vantagens de estar mais próximo do mercado americano. Entre elas, acesso a funding mais barato, sem contar a forte liquidez ainda funcionando nos mercados acionários. Além disso, existiria a possibilidade da emissão de ações com voto plural e novos aumentos de capital sem a diluição dos controladores.

O banco também procurava ampliar sua relação de investidores. Uma base de clientes mais extensa também estava no radar. Vale lembrar que recentemente a companhia comprou a fintech americana Pronto Money, conhecida como Usend, com a estratégia de iniciar suas atividades de prestação de serviço nos Estados Unidos, de forma inorgânica.

Ademais, ao se listar na Nasdaq, a empresa passaria a ser vista como uma empresa de tecnologia e seria comparada com outras instituições financeiras digitais e atuantes em e-commerce. Do ponto de vista global, dois são os exemplos mais claros: Sofi (NASDAQ: SOFI), empresa americana de finanças pessoais on-line, e a Tinkoff (TCS Group), banco digital sediado em Moscou e listado em Londres.

Em número de clientes, o Banco Inter já é maior que ambos os bancos, com 15 milhões de usuários contra 2,9 milhões e 13 milhões, respectivamente, segundo informações das companhias.A receita de ambas as companhias, entretanto, supera a do banco mineiro. Enquanto o Inter teve um faturamento de R$ 1,4 bilhão nos primeiros nove meses de 2021, a fintech americana apresentou uma receita de US$ 1 bilhão (aproximadamente R$ 5,65 bilhões) e o grupo russo faturou US$ 3,4 bilhões (R$ 19,21 bilhões).

Da mesma forma, o valor de mercado dos bancos digitais estrangeiros também é superior. O Sofi é avaliado em US$ 11,90 bilhões (R$ 67,48 bilhões), ao passo que o Tinkoff tem um market cap de US$ 25,67 bilhões (R$ 145,36 bilhões).

Com a operação cada vez mais próxima do mercado americano, o Banco Inter poderia melhorar seu NII (receita líquida de juros) com a captação de recursos menos custosa. Do outro lado, o crescimento exponencial das receitas poderia vir com novos produtos baseados no intensivo investimento em tecnologia.

A instituição estudava mudar de endereço desde o primeiro semestre deste ano. A leitura é de que, na visão da empresa, o “universo de banco digital” ficou pequeno para as pretensões do banco. Hoje, os negócios do Banco Inter são concentrados em cinco avenidas. São elas: Banking; Crédito; Investimentos; Shopping e Seguros.

A frente de Shopping, inclusive, ganhou destaque nesta semana. Em comunicado ao mercado, o banco informou que o Inter Shop atingiu R$ 3 bilhões em vendas no acumulado de 2021, volume três vezes maior que todo o ano passado. O Inter Shop que, por sua vez, já está nos Estados Unidos. Com o nome de Go Inter, a plataforma já disponibiliza cashback através de compras on-line em diversas lojas parceiras.

A família Menin, controladora do banco, pensa de forma similar a qualquer companhia que queira internacionalizar suas operações, tendo o mercado de capitais ao seu lado. Contudo, não será agora que isso será concretizado.

Fonte: Valor Econômico, Infomoney e Investing.com