Early Call - 21/10/2021

Early Call - 21/10/2021

Quinta-feira, 21 de Outubro de 2021

Link para o vídeo

Para Ficar Atento

Nos EUA, os investidores acompanham os resultados da temporada de balanços, na fila de hoje balanços de Intel, AT&T e Snapchat.

No Brasil, o foco das atenções segue sendo o Auxílio Brasil e a origem dos recursos que financiarão o programa.

Evergrande volta ao radar e bolsas na Ásia fecham, em sua maioria, em baixa.

Mercados ontem:

Câmbio:

Depois da forte volatilidade da sessão anterior, o dólar recuou nesta 4ªF, acompanhando o movimento da moeda no exterior e amparado pelas novas intervenções do BC no mercado. Investidores passaram o dia em compasso de espera de uma posição do governo sobre o novo Auxílio Brasil.

Ações Brasil:  

O Ibovespa terminou o dia estável, após um pregão de forte queda na terça-feira, em meio ao turbulento cenário fiscal. O volume negociado foi de R$ 34,4 bilhões. Com declaração de Guedes, pedindo um "waiver" para furar o teto depois do fechamento, dólar futuro sobe 0,17%, em R$ 5,6075; Ibovespa futuro cai 1,81%, aos 110.070 pontos.

USA:

As ações dos EUA apresentaram avanços na quarta-feira, com o S&P 500 e o Dow Jones Industrial Average fechando em alta em função de uma série de fortes resultados. A fabricante de veículos elétricos Tesla Inc (NASDAQ:TSLA) (SA:TSLA34) teve suas ações subindo durante o pregão e os investidores estão à espera do que o CEO Elon Musk tem a dizer sobre custos e produção durante um período de escassez de suprimentos. A Tesla também tem participação em bitcoins, que dispararam para além dos US$ 66.000 na quarta-feira.

Notícias Corporativas

Bradesco (BBDC3, BBDC4)

Um dos maiores bancos do setor privado no Brasil em total de ativos e líder do mercado de seguros, liderado por Octavio de Lazari, fechou contrato de compra de participação restante de 49,99% no Banco Digio por R$ 625 milhões, passando a deter, indiretamente, 100% do capital social da empresa. A operação foi realizada entre a Bradescard Elo e a BB Elo.

Foi a primeira vez que Bradesco e BB se desfizeram de uma das muitas parcerias que têm entre si. Criado pelo Grupo Elopar, holding que surgiu em 2015 de uma parceria entre o Bradesco e o Banco do Brasil, o Digio é um banco digital com aproximadamente 2 milhões de cartões de crédito. Também oferece crédito, possuindo uma carteira da ordem de R$ 2,5 bilhões.

A aquisição foi considerada positiva para o Bradesco, por estar alinhada com sua estratégia de investir em empresas digitais, complementando de forma diversificada sua atuação e atingindo variados públicos, com diferentes modelos.

image

Segundo o fato relevante do Bradesco, o Digio é um banco digital, que disponibiliza aos seus clientes pessoas físicas uma “experiência diferenciada” para realização de suas atividades financeiras e de pagamentos.

De acordo com o Banco do Brasil, o impacto estimado no resultado do BB é de aproximadamente R$ 175 milhões, via equivalência patrimonial, e não há efeito material no capital.

O banco terminou 2020 com lucro acumulado de R$ 19,458 bilhões, retração de 24,8% em relação a 2019. Um dos pontos que mais afetou os bancos em 2020 foi a necessidade de aumentar a Provisão para Devedores Duvidosos (PDD) devido a um maior risco de crédito associado à crise do Covid-19.

Octavio de Lazari Jr, presidente-executivo do banco, destacou que o Bradesco vai continuar fechando e reduzindo tamanho de agências, além de destacar também que pretende o retorno do patrimônio líquido aos níveis históricos já neste ano.

O presidente destacou também a melhora da projeção de PIB feita pelo mercado financeiro, que fala em alta de cerca de 5% neste ano, depois de chegar a projetar avanço de 3%.

image

"A resposta será crescer receitas, ampliar o crédito, administrar as taxas de inadimplência com rigor, e dar atenção total ao relacionamento com o cliente", disse Lazari.

Segundo o executivo, a tendência de mudança do ciclo de juros não deverá afetar o crescimento do crédito, dada a demanda reprimida que se formou nesse período de pandemia.

"Os riscos à frente, como a inflação e a continuidade da retomada no ano que vem, são administráveis", disse. A normalização da política monetária pelo Banco Central será peça chave, pois os ativos reduzem a volatilidade, neutralizam a pressão inflacionária e dá mais confiança para investimentos".

Fonte: Suno notícias, Infomoney e seudinheiro.com

image