Early Call - 27/10/2021

Early Call - 27/10/2021

Quarta-feira, 27 de Outubro de 2021

Link para o vídeo de hoje

Para Ficar Atento

Nos EUA, ainda embalado pelo otimismo com a temporada de balanços e pelos dados melhores que o esperado de vendas de moradias novas (+14%) e confiança do consumidor (113,8), tem renovado recordes em NY. Coca-Cola, McDonald's, Boeing, General Motors e Harley-Davidson estão entre as empresas que devem divulgar seus resultados antes da abertura do mercado. Ford e eBay estão entre as que divulgam após o fechamento.

No Brasil, o desafio ainda é a votação da PEC dos precatórios. Hoje também temos o COPOM (18h30), que faz uma das mais tensas reuniões, depois que Paulo Guedes passou para Campos Neto a “missão” de salvar o furo do teto com a política monetária.

Mercados ontem:

Câmbio:

O dólar retomou a trajetória de alta nesta 3ªF, com investidores adotando a cautela diante da forte alta do IPCA-15 (+1,2%, ante a previsão de +1,0%) e da expectativa pela votação da PEC dos precatórios. A alta recorde nos preços em outubro aumentou a pressão sobre o BC, que deve subir a Selic em pelo menos 1,5 pp nesta 4ªF, na avaliação majoritária do mercado.

Ações Brasil:  

O movimento do mercado acionário seguiu a direção contrária do exterior e o Ibovespa terminou o dia em queda, com os investidores antecipando um aumento mais forte da taxa de juros. O volume negociado foi de R$ 27,2 bilhões, abaixo da média.

USA:

As ações dos EUA saltaram outra vez na terça-feira, empurrando o S&P 500 para um novo recorde de alta enquanto os resultados do setor de tecnologia continuando sendo computados. As ações da Tesla Inc continuaram a subir mesmo após o valor de mercado da fabricante de automóveis elétricos superar US$ 1 trilhão pela primeira vez na segunda-feira, fazendo com que ela valesse mais que as próximas nove maiores fabricantes de automóveis juntas.

Notícias Corporativas

Neoenergia (NEOE3)

O lucro líquido da Neoenergia terminou o terceiro trimestre deste ano em R$1,3 bilhão, um salto de 57% na comparação ano a ano, conforme mostra o balanço divulgado pela companhia nessa segunda-feira (25).

O lucro da Neoenergia nos primeiros nove meses do ano somou R$3,3 bilhões, alta de 81% em comparação com o mesmo período do ano passado.

Entre julho e setembro desse ano, a receita operacional líquida da companhia de energia somou R$11,620 bilhões, uma alta de 49% em comparação com os R$7,775 bilhões apurados no terceiro trimestre de 2020. Já entre janeiro e setembro desse ano, o indicador cresceu 41%, na comparação ano a ano, para R$29,732 bilhões.

Já o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da companhia foi de R$2,861 bilhões no trimestre, alta de 62% em relação ao mesmo período de 2020. Conforme mostra o balanço, o resultado confirma “a retomada do mercado, a manutenção da eficiência e disciplina de custos, os bons patamares de arrecadação, bem como o avanço na construção dos projetos de transmissão e do início de entrada em operação do Complexo Eólico Chafariz.”

Por sua vez, a margem bruta da empresa encerrou o trimestre em R$3,737 bilhões, um incremento de 42% ante o mesmo período de 2020. O balanço explica que o indicador foi impulsionado pelos efeitos:

image
  • Dos reajustes tarifários de 2021 de Neoenergia Coelba, Neoenergia Cosern e Neoenergia Elektro (8,98%, 8,96% e 11,49% respectivamente),
  • Da Revisão Tarifária de Neoenergia Pernambuco (8,99%),
  • Reajuste Tarifário de 2020 da Neoenergia Elektro
  • Aumento do mercado
  • Pelo maior VNR (O Valor Novo de Reposição), das instalações de transmissão, para fins de indenização.
  • Pela aplicação do IFRS15 na transmissão de R$213 milhões (+22% vs. 3T20) em razão do maior Capex
  • Melhor resultado nos negócios Eólicos,
  • Em Termopernambuco por maior geração,
  • Melhor margem na Comercializadora.

No acumulado do ano, a margem bruta subiu 43% para R$10,135 bilhões. As despensas operacionais da companhia entre  julho e setembro somaram R$843 milhões, alta de 11% na comparação ano a ano. A companhia explica que desconsiderando os R$35 milhões referentes à Neoenergia Brasília nesse trimestre, as despesas somaram R$808 milhões, alta de 6,7%, na mesma base comparativa.

Além disso, a PECLD (provisão para Crédito de Liquidação Duvidosa) foi de R$100 milhões no terceiro trimestre de 2021 e R$246 milhões no acumulado do ano até setembro. Os resultados representam uma melhora de R$4 milhões e R$175 milhões, respectivamente, em relação aos mesmos períodos do ano anterior, “confirmando o retorno aos patamares pré-pandemia e o sucesso das ações de cobrança”, destaca o balanço.

image

Com a entrada em operação dos complexos eólicos Chafariz (471 megawatts, na Paraíba) e Oitis (566 MW, na Bahia e Piauí), a Neoenergia passará a ter metade de sua energia negociada no mercado livre e a outra metade no ambiente regulado, disse o diretor-presidente da companhia, Mario Ruiz-Tagle.

A previsão da Neoenergia é começar a operar Chafariz em dezembro deste ano e o parque Oitis no primeiro semestre de 2022.

O executivo também mencionou que a empresa espera se enquadrar, nos seis primeiros meses do ano que vem, aos patamares regulatórios de qualidade na distribuição de energia, o DEC. No terceiro trimestre, o índice atingiu os 8,8, ante os 9,26 registrados em igual período de 2020.

O diretor financeiro e de relações com investidores da Neoenergia, Leonardo Gadelha, afirmou que a alavancagem da empresa, medida pela relação entre dívida líquida e lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda), deve se manter próximo de três vezes. No terceiro trimestre, o índice foi de 2,86 vezes, ante os 3,03 vezes do trimestre anterior.

A dívida líquida subiu, na mesma base comparativa, de R$25,6 bilhões para R$27,3 bilhões. Segundo ele, o aumento do endividamento se deve à execução do plano de investimentos.

A ação da Neoenergia (NEOE3) encerrou o pregão de ontem estável 0% depois da alta de 4,80% na segunda-feira, valendo R$ 15,49, antes da divulgação dos resultados trimestrais.

No ano, contudo, o papel da Neoenergia acumula uma queda de 9,63%, frente ao fechamento a R$17,14 ao final de dezembro de 2020.

Fonte: Suno notícias, Infomoney e Investing.com

image